• ASSISTA AO VIVO

  • REGULAMENTO

  • TABELA E RESULTADOS

  • INFORMATIVOS E NOTAS OFICIAIS

  • Ex-técnico da Superliga comanda time de Maringá

    De São José dos Pinhais (PR), Guilherme Moreira

    O experiente Sidnei Luciano Papke, 45 anos, conhecido no meio esportivo como Nutti, é o técnico do Amavôlei (PR), de Maringá, na 17ª Taça Paraná de Voleibol Sub-16 masculino. Com larga experiência no esporte, o técnico foi auxiliar de Bernardinho na Seleção Brasileira por um bom período (2009 a 2015) e agora está "aprendendo" a lidar com futuras revelações no vôlei.

    "Está sendo muito interessante, ainda mais treinando o meu filho e os filhos de amigos. É uma experiência nova, estou gostando bastante. Tem que ter paciência, mas é muito produtivo", afirmou.

    Antes de assumir a equipe Sub-16 do norte do Estado, o treinador teve passagens por três equipes, sendo duas brasileiras e uma estrangeira, além de uma seleção internacional. No ano passado, ele foi treinador do Copel Telecom Maringá Vôlei, na Superliga masculina, ficando na equipe por aproximadamente seis meses e realizando 11 jogos com o time profissional.

    Já na atual temporada, ele chegou a trabalhar por pouco tempo no Clube Jaó, de Goiânia, pela Superliga B e no Dar Kuilav Club, do Bahrein. No último trabalho, o profissional treinou a seleção colombiana adulta masculino. O próximo projeto é se aventurar nos Estados Unidos. No dia 5 de dezembro, ele e seu filho de 16 anos viajam a Denver para trabalhar com jovens de 16 e 17 anos.

    "Um critério era trazer meu filho e aceitaram. Ele vai passar três meses e jogar um torneio de dois meses por lá. Vai ser muito bom, já que dá experiência e vai aprender uma língua nova. É um investimento familiar basicamente. Tudo começa a se resolver entre março e maio no mercado brasileiro e, para não ficar sem trabalho, consegui alinhar essa situação desde fevereiro. Também quero melhorar o meu inglês", explicou.

    Na Taça Paraná, o Amavôlei (PR) perdeu as duas primeiras partidas para GN União (RS) e AABB (RJ), ambos por 3 sets a 0. No último duelo, o time paranaense venceu o Santa Mônica Clube de Campo (PR), no clássico estadual, também por 3 a 0. A equipe, entretanto, acabou eliminada do torneio.

    "Sabemos que a maioria dos nossos jogadores são novos, nascidos em 2003 ou 2004. Temos apenas um de 2002. É uma dificuldade, sentimos isso nos jogos. Mas o objetivo é dar experiência e ritmo de jogo a eles. Temos jogadores talentosos, com habilidades técnicas e que podem vir a ser profissionais. Quatro ou cinco deles têm esse potencial", avaliou Nutti.

    Parceria 361°
    O público que estiver presente na Taça Paraná terá descontos exclusivos na 361°. Uma loja física será montada no Centro de Convivência, no ginásio (Afonso Pena). Neste espaço serão comercializados todos os produtos da marca, com preços e condições especiais para os amantes do voleibol.

    Locais de competição
    Ginásio poliesportivo Max Rosenmann – Avenida Rui Barbosa, 4997 – Afonso Pensa – São José dos Pinhais
    Complexo esportivo Ney Braga – Rua Izabel A. Redentora, 2355, Centro – São José dos Pinhais
    APCEF – Rua Capitão Leônidas Marques, 3020, Uberaba – Curitiba
    Centro de esportes e lazer São Marcos - Rua Olívio Tozzo, 84 – Jardim Nossa Senhora de Fátima – São José dos Pinhais
    Centro esportivo Cobra – Rua Professora Marieta de Souza e Silva, 2580 – Afonso Pena – São José dos Pinhais
    SESC –  Avenida Rocha Pombo, 2864 – Águas Belas – São José dos Pinhais
    Núcleo de Esporte e Lazer Colônia Rio Grande - Av. Rui Barbosa, 11901 - Zaniolo - Colônia Rio Grande

    A Taça Paraná é uma realização da Federação Paranaense de Voleibol (FPV), em parceria com a Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais e apoio do Sesc-Fecomércio, CREF9/PR, Bristol Hotéis e da marca esportiva 361º. Para mais informações acesse: www.tacaparanadevolei.com.br.

    Assessoria de imprensa Taça Paraná
    Guilherme Moreira
    gui.jornalismo@gmail.com